fbpx
Blog Fuxico do Sertão - Notícias de Pastos Bons e Região

Advogado envolvido na morte do médico Bruno Calaça volta a ser preso em Imperatriz

O advogado Ricardo Barbalho, envolvido na morte do médico Bruno Calaça, foi preso nesta sexta-feira (17), no escritório do advogado dele, em Imperatriz, depois que teve a prisão preventiva decretada, a pedido do Ministério Público, pelo juiz Mário Henrique Reis, que está respondendo pela 2ª Vara Criminal.

O advogado foi indiciado no inquérito por lesão corporal e ameaça, com aumento de pena, por ter resultado no assassinato.

Ricardo Barbalho chegou a ficar preso por mais de duas semanas, mas conseguiu sair da cadeia, por força de decisão da juíza Ana Lucrécia, no mês passado. Ele estava monitorado por tornozeleira eletrônica.

O advogado fez exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal de Imperatriz e foi encaminhado novamente para a Unidade Prisional de Ressocialização (UPRI).

A Justiça acatou o pedido do MP considerando os indícios de autoria do crime, e também para garantir a ordem e a segurança do processo criminal.

O advogado, o PM Adonias Sadda e o pecuarista Waldex Cardoso aparecem nas imagens das câmeras da boate conversando momentos antes do crime. Em seguida, o policial e o advogado vão até Bruno, que é assassinado com o tiro à queima roupa.

A polícia também havia pedido a prisão do pecuarista Waldex Cardoso, investigado por envolvimento no crime e que suspostamente teria influenciado na ação do PM, para que ele atirasse no médico, mas ele não foi indiciado ao final do inquérito por falta de provas.

A família de Bruno Calaça, que sempre acompanhou as investigações, não se conformava com a soltura do advogado. A mãe do médico disse que jamais vai desistir de cobrar por Justiça e desabafou.

“Eu vou dormir mais tranquila hoje, a prisão do Ricardo, de qualquer um não vai trazer a vida do meu filho, mas vai me dar mais conforto, amenizar a minha dor”, disse Ariela Calaça.

Via Blog Gilberto Lima

Categoria: Policial