fbpx

Após 24h da prisão, Juíza manda soltar um dos envolvidos na morte de motorista de ônibus em São Luís


A juíza Criminal Plantonista Maria da Conceição Rêgo mandou colocar em liberdade nesta quarta-feira (24) Leônidas Cunha Ribeiro que tinha sido peso ontem acusado de participação no assassinato a tiros do motorista de ônibus Francisco Vale Silva, de 48 anos, durante um assalto a um coletivo na noite na segunda-feira (22), na Avenida dos Franceses, em São Luís, próximo a Rodoviária.

Leônidas é acusado de ajudar na fuga dos acusados, que após o crime estavam escondidos no matagal em um terreno que fica em frente à Rodoviária de São Luís.

Ele não estava no ônibus no momento do crime, porém, após o caso repercutir nas redes sociais horas, ele foi procurar os acusados, encontrou eles dentro do mato e foi até a Avenida conferir se tinha policiais realizando buscas, então, repassou as informações ao dupla que se evadiu.

Na decisão, a juíza sustentou que em pesquisa nos sistemas disponíveis por este Tribunal de Justiça, verificou não existirem registros criminais ou processos para apuração de ato infracional anteriores em desfavor de Leônidas Cunha Ribeiro.

“Isto posto, ante a ausência de requisitos legais necessários para ensejar a homologação do flagrante, em acordo com a Defesa, RELAXO A PRISÃO do autuado LEONIDAS CUNHA RIBEIRO, por vício formal, vez que ausentes os requisitos do art. 302 do CPP.” Decide a juíza.

Domingos Costa

Deixe um comentário

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook