fbpx
Blog Fuxico do Sertão - Notícias de Pastos Bons e Região

Maranhão registra 2º acidente com ônibus em menos de três horas em rodovia federal com vários feridos

 

Após o tombamento de um ônibus na BR 316, em Peritoró, que provocou a morte de três pessoas e deixou mais oito feridas (reveja),

 

A Polícia Rodoviária Federal recebeu registro de um segundo acidente ocorrido nesta quinta-feira (16) em rodovia que corta o Maranhão.

Ônibus capotou na BR 222 e caiu em um abismo

Era por volta das 06h05 da manhã, quando, no km 619 da BR 222 , município de Bom Jesus das Selvas, sudoeste maranhense, um ônibus de viagem perdeu o controle, saiu da pista e caiu em um abismo.

Várias pessoas feridas, sendo que algumas ficaram presas nas ferragens. SAMU e PRF foram acionados para o local.

Via Blog Luís Cardoso

Advogado morto em Balsas havia comprado moto no valor de R$ 38 mil para o assassino

O assassino Lyncon Monteiro e a moto presenteada pelo advogado

As Polícias Civil e Militar continuam a caçada pelos dois assassinos do advogado Jaime Pereira de Souza, de 33 anos, em Balsas, a 803 km de São Luís. Lyncon Jackson Silva Monteiro, que trabalha como personal trainer e modelo; e João Vitor dos Santos Feitosa, pertencente a uma facção criminosa, estão foragidos e com prisão preventiva decretada.

Pelas informações da polícia, o advogado e Lyncon Monteiro tinham um relacionamento amoroso. O assassino levava uma vida de luxo e ostentação, sempre extorquindo o advogado. Recentemente, Jaime Pereira deu uma moto Yamaha, no valor de R$ 38 mil, para o namorado.

A motocicleta foi financiada em nome do advogado, que retirou o valor total de uma poupança para fazer logo o pagamento ao vendedor. Quando o dinheiro do financiamento foi liberado, o advogado pegou para repor o valor retirado da reserva pessoal.

Segundo o delegado Fagno Vieira, no contrato de financiamento havia uma cláusula de seguro que garantia a quitação, em caso de morte.

Na tarde de segunda-feira (13), o assassino confessou a autoria do crime e revelou o nome do comparsa. Lyncon Monteiro não ficou preso porque não havia mandado de prisão contra ele.

Antes de ser morto com um tiro na boca, na noite de sexta-feira (10), o advogado foi espancando e torturado dentro de sua própria residência. Em seguida, os assassinos saíram com o advogado, ainda com vida, em um veículo Corsa Classic, e levado para ser executado na zona rural.

O corpo foi encontrado na manhã de segunda-feira (13) em um matagal, às margens de uma estrada vicinal, entre os povoados São Cardoso e Jenipapo.

A polícia espera contar com a ajuda da população para localizar e prender os criminosos. Quaisquer informações devem ser repassadas para o 190. Eles vão responder por roubo, homicídio e ocultação de cadáver.

Via Blog Gilberto Lima

PF desarticula organização criminosa que atua em garimpos na região de Centro Novo do Maranhão

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (15), a ‘Operação Curimã’ com objetivo de desarticular organização criminosa que atua em garimpos ilegais de ouro na região do Município de Centro Novo do Maranhão, a 257 km de São Luís.

Durante as investigações, a PF apurou que se trata de uma organização criminosa armada com grande poderio econômico e político e com atuação na região há pelo menos três anos.

Os investigados foram os responsáveis pelo desmatamento ilegal de mais de 60 mil hectares de áreas para abertura de garimpos de ouro, sem qualquer autorização dos órgãos competentes.

Uso de cianeto e poluição do Rio Maracaçumé

A PF verificou, ainda, que esses garimpos utilizam cianeto de forma massiva para extração do ouro, além do uso de mercúrio, situação que tem causado grande poluição ambiental, inclusive, do Rio Maracaçumé.

O cianeto pode atacar o cérebro e provocar tremores, delírios e alucinações. Também pode provocar parada cardíaca. A vítima desse tipo de envenenamento pode morrer por asfixia ou por falência múltipla de órgãos, assim há grande perigo para população local exposta a este tipo de substância.

Mandados de busca e apreensão

No decorrer da operação, foram cumpridos 19 mandados de busca e apreensão, além de 05 mandados de prisão preventiva nos Estados do Maranhão e do Pará, expedidos pela 8ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado do Maranhão, em decorrência de representação da Polícia Federal.

Participam das ações 130 policiais federais, do Maranhão, Pará e Piauí, além do Comando de Operações Táticas (COT), grupo de elite da Polícia Federal sediado em Brasília-DF.

Com os presos, foram apreendidas armas de grosso calibre e grande quantidade de munição.

Curimã

Curimã é a terra barrenta produzida durante o processo de extração tradicional de ouro. É a terra que sobra após um primeiro processo de garimpo.

A operação foi batizada de Curimã porque, no caso em questão, os investigados submetiam essa terra a um novo processo de mineração com uso de cianeto.

Crimes

Os investigados responderão pelos crimes previstos no Art. 2º, da Lei 8.176/91 (usurpação de bens da União), no art. 54, §2º, V (poluição), c/c art. 55 (mineração ilegal), ambos da Lei nº 9.605/98, art. 14, da Lei 10.826/2003 (porte ilegal de arma de fogo), bem como o art. 2º, §2º, da Lei nº 13.850/2013 (integrar organização criminosa), cujas penas máximas somadas ultrapassam mais de 20 anos.

Via Blog Gilberto Lima

PF desarticula organização criminosa que atua em garimpos do MA

Na data de hoje, 15/09/2021, foi deflagrada a Operação CURIMÃ com objetivo de desarticular organização criminosa que atua em garimpos ilegais de ouro na região do Município de Centro Novo/MA.

Durante as investigações foi apurado que trata-se de uma organização criminosa armada com grande poderio econômico e político e com atuação na região de Centro Novo/MA há pelo menos três anos. Os investigados foram os responsáveis pelo desmatamento ilegal de mais de 60 mil hectares de áreas para abertura de garimpos de ouro, sem qualquer autorização dos órgãos competentes.

Ademais, foi verificado que esses garimpos utilizam cianeto de forma massiva para extração do ouro, além do uso de mercúrio, situação que tem causado grande poluição ambiental, inclusive, do Rio Maracaçumé.

Sob este aspecto, sabe-se que o cianeto pode atacar o cérebro e provocar tremores, delírios e alucinações. Também pode provocar parada cardíaca. A vítima desse tipo de envenenamento pode morrer por asfixia ou por falência múltipla de órgãos, assim há grande perigo para população local exposta a este tipo de substância.

Nesta data estão sendo cumpridos 19 mandados de busca e apreensão, além de 05 mandados de prisão preventiva nos Estados do Maranhão e do Pará, expedidos pela 8ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado do Maranhão, em decorrência de representação da Polícia Federal.

Participam das ações de hoje 130 policiais federais, dos Estados do Maranhão, Pará e Piauí, além do Comando de Operações Táticas – COT, grupo de elite da Polícia Federal sediado em Brasília-DF.

CURIMÃ é a terra barrenta produzida durante o processo de extração tradicional de ouro. É a terra que sobra após um primeiro processo de garimpo. A operação foi batizada de CURIMÃ porque no caso em questão os investigados submetiam essa terra a um novo processo de mineração com uso de cianeto.

Os investigados responderão pelos crimes previstos no Art. 2º, da Lei 8.176/91 (usurpação de bens da União), no art. 54, §2º, V (poluição), c/c art. 55 (mineração ilegal), ambos da Lei nº 9.605/98, art. 14, da Lei 10.826/2003 (porte ilegal de arma de fogo), bem como o art. 2º, §2º, da Lei nº 13.850/2013 (integrar organização criminosa), cujas penas máximas somadas ultrapassam mais de 20 anos.

Via Maranhão De Verdade

Polícia Civil divulga fotos de foragidos suspeitos de matar advogado em Balsas

O delegado regional da Polícia Civil de Balsas, Fagno Vieira dos Santos, divulgou na noite desta terça-feira (14), o nome e a foto dos dois principais suspeitos de roubar e matar o advogado Jaime Pereira, de 33 anos, que estava desaparecido desde a última sexta-feira (10) e teve seu corpo encontrado apenas nesta segunda-feira (13) na zona-rural de Balsas.

De acordo com o delegado, os suspeitos foram identificados como Lyncon Jackson Silva Monteiro que trabalhava como personal trainer e João Vitor dos Santos Feitosa com vasta ficha criminal. Eles são suspeito de roubar, matar e ocultar o corpo da vítima. Ambos tiveram o mandado de prisão decretado e já são considerados foragidos.

“Depois de um longo trabalho desenvolvido pela Polícia Civil em parceria com a Polícia Militar, foi possível definir de maneira segura que os autores do roubo, homicídio e ocultação de cadáver do advogado Jaime Pereira de Souza, foram o personal trainer Lyncon Jackson Silva Monteiro e o faccionado João Vitor dos Santos Feitosa, este com vasta ficha criminal.” Escreveu o delegado.

“Os dois tiveram as prisões decretadas após representação formulada pela Polícia Civil, que durante todo o dia de hoje trabalhou na tentativa de localizá-los, entretanto, em virtude das especulações irresponsáveis sobre as iminentes prisões, eles não foram encontrados em seus endereços, sendo considerados foragidos da Justiça.” completou.

O delegado falou sobre o apoio da população na busca pelos criminosos e pediu que todas as informações sejam encaminhadas a polícia.

“Os mandados de prisão foram difundidos para toda a região e estados vizinhos, e serão publicados para todo o país. A caçada a esses criminosos continua e não vai terminar até que ambos estejam presos. Quem tiver qualquer informação que possa levar ao paradeiro deles, por favor, entre em contato imediato com a polícia por meio do 190 ou do telefone 99 98495-1456.” disse ele.

Via Enquanto isso no Maranhão

PRF apreende em Porto Franco, caminhão que foi tomado de assalto na cidade de Paraibano; veículo estava carregado de gado

A Polícia Rodoviária Federal, aprendeu o caminhão que tinha sido tomado de assalto na noite de ontem (13), por volta das 22 Já, na BR-135, na cidade de Paraibano.

De acordo com relatos do Motorista, o mesmo estaria percorrendo o trecho conhecido como Serra de Paraibano, sentido São João dos Patos, quando foi interceptado por um Hilux, com 3 homens armados.

O caminhão Ford Cargo, prata, com gaiola branca, estava carregado com 49 bezerros. Ao tomarem o veículo, os bandidos levaram o motorista e o deixaram após a cidade de Presidente Dutra, já próximo a cidade de Governador Alexandre Costa. O mesmo não sofreu violência.

O veículo foi recuperado na tarde desta terça-feira, na cidade de Porto Franco, porém, a carga não foi localizada. Todos os bezerros estão marcados com a letra F.

Edição/ REAIS Notícias

Corpo de advogado que estava desaparecido é encontrado em Balsas

O corpo do advogado Jaime Pereira, de 33 anos, que estava desaparecido desde a manhã de sábado (11), foi encontrado por volta das 5h da manhã desta segunda (13).

O advogado teria sido visto pela última vez na sexta-feira (10) enquanto fazia compras em uma loja no centro da cidade.

Após ser acionada por parentes, que não conseguiam contato com o advogado, a polícia foi à residência dele e encontrou marcas de sangue em objetos e detectou que um computador tinha desaparecido.

Na sexta-feira (10), câmeras de segurança mostraram um mesmo veículo passando diversas vezes pelas proximidades da residência do advogado, que morava sozinho.

A polícia recebeu hoje informações anônimas de que o corpo estava em uma estrada que liga os povoados de São Cardoso e Jenipapo, e foi até ao local.

O corpo de Jaime Pereira foi encontrado enrolado em um lençol e com sinais de execução.

A polícia, utilizando imagens de câmeras da região, vai tentar chegar ao assassino ou mesmo mandante. O advogado pode ter sido vítima de latrocínio, mas não se descarta a possibilidade de crime de encomenda.

O advogado era especialista em Direito Constitucional e sócio do escritório Capuchinho & Pereira Advocacia.

Em seu perfil no Facebook, as últimas postagens foram feitas na quinta-feira (9). Em uma delas, na academia, diz que “acordar 5:30 da manhã para treinar é ter muito foco. Obs: não liguem pra minha cara inchada de sono rs”. Na outra, às 12h, escreve: “Com as BRs fechadas, vou ficar por aqui mesmo”.

O Cartório de Balsas (2º Ofício) divulgou a seguinte nota de pesar:

Via Blog Gilberto Lima

Mulher mata companheiro durante briga em Açailândia

O homem identificado como Júnior Bringel foi morto pela própria companheira, na madrugada deste sábado, por volta das 3h, na Vila Ildemar, na cidade de Açailândia, a 567 km de São Luís.

De acordo com informações do 26° Batalhão da PM, a mulher contou que, no momento do crime, estava apanhando e deu uma facada no seu companheiro para se defender.

O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) foi acionado e o homem foi levado para o Hospital Municipal da cidade, mas terminou morrendo.

De acordo com o relatório da PM, o médico que fez o atendimento relatou que homem foi atingido na artéria aorta e morreu logo depois.

Ainda segundo a PM, a mulher, identificada do Queure Bringel, foi levada para a delegacia sem apresentar nenhuma resistência.

Na conta do casal no Facebook, consta que eles se casaram no dia 27 de agosto deste ano.

Em postagem, no último dia 8, o casal aparece na praia de Taboca, no Rio Tocantins, e escreve: “casal que treina junto, cresce juntos”.

Via Blog Gilberto Lima

35º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR. Localiza no Meio da Mata Homem desaparecido na cidade de Passagem Franca – MA

Por volta das 18h40min, desta sexta-feira (10), a guarnição da Polícia Militar da cidade Passagem Franca/MA, localizou o Sr. ANTÔNIO JOSÉ ALMEIDA NUNES, refugiado em um barraco improvisado com palhas de babaçu nas proximidades de açude entre os Povoado Mimoso e Betume.

A guarnição da Polícia Militar tomou conhecimento através de um motoqueiro que ao trafegar na região do povoado mimoso e betume observou um homem que saiu de dentro de um matagal apenas de cueca e camiseta e com vários arranhões pelo corpo, pedindo água e comida, o motoqueiro informou que não tinha alimentos e indicou ao desconhecido um caminho de acesso a um açude que existe nas proximidades.

Os Policiais Militares foram ao local e depois de buscas na mata dos povoados indicados, chegaram uma barraca de palha de côco babaçu próximo a um açude, onde encontraram a pessoa citada pelo motoqueiro.

Ao tentar conversar com o mesmo, a PM observou que ele apresentava transtornos mentais, devido não conseguir articular as palavras, bem como, estava totalmente fora do consciente.

A equipe conseguiu fazer o encaminhamento dele hospital de modo voluntário, em seguida relatou o fato ao oficial coordenador do serviço do Batalhão, que em pesquisa constatou que a vítima se tratava de uma pessoa desaparecida a vários dias, segundo postagem nas redes sociais.

A vítima é natural do Rio de Janeiro e viajava da cidade de Goiânia para Colinas/MA, e teria surtado no trecho entre as cidades de Balsas e Colinas, após um problema mecânico no ônibus, tomando rumo ignorado.

O 35° Batalhão de Polícia Militar entrou em contato com familiares, que receberam a notícia com bastante alegria, e já estão indo a cidade de Passagem Franca/MA, receber com vida seu ente querido.

*35° BPM – O Guardião do Sertão Maranhense*

TIMON – MPMA denuncia 13 pessoas por desvio de recursos de convênios

5ª Promotoria de Justiça Especializada de Timon ingressou, em 25 de agosto, com uma Denúncia contra 13 pessoas por integrarem uma organização criminosa que teria desviado recursos públicos de convênios firmados entre entidades do município e o Estado do Maranhão.

Foram denunciados Edinaldo Medeiros Pereira, Francisco de Fátima Santos Lima (presidente da Liga Desportiva Timonense), Zuleide de Sousa Lima (presidente do Instituto Vida e Ação), Odelívia Freitas Rodrigues (sócia-administradora da Max Vox Publicidade e Propaganda Ltda.), Ismael Lopes Alves, Eliomar Feitosa Júnior, Laura Freire Caetano, José dos Santos Oliveira, Valdércio Oliveira Machado, Artur Nunes de Sousa Pereira, Gislane Laise Rodrigues de Sousa, Jozivaldo dos Santos Correia e José Alves de Oliveira Neto.

As irregularidades foram descobertas em investigação da Promotoria, com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e do 1° Departamento de Combate à Corrupção de Timon, após receber a informação de que Edinaldo Medeiros Pereira falsificou documento público de Requerimento de Empresário utilizado na Junta Comercial do Maranhão, alterando as atividades de uma empresa.

O contador havia sido contratado para dar baixa na empresa, mas, na verdade, mudou seu ramo de atuação da venda de confecção e acessórios para prestar serviços de contabilidade, sem conhecimento da proprietária da empresa. O objetivo foi utilizá-la para a emissão de notas fiscais de serviços não executados para fazerem parte das prestações de contas de convênios firmados com o Estado do Maranhão.

A dona da empresa tomou conhecimento da situação ao receber a visita de um fiscal da Prefeitura de Timon, notificando a existência de débitos junto à Secretaria Municipal de Finanças que somavam R$ 1.456,40. Além disso, ela foi notificada pelo Conselho de Contabilidade e pela Polícia Federal para responder por um possível ato criminoso de exercício ilegal de profissão, visto que não era contadora.

As assinaturas constantes do documento apresentado à Junta Comercial e em uma suposta procuração, dando poderes a Edinaldo Pereira para representar a empresária, divergem grosseiramente, levando a crer que foram falsificadas pelo contador.

O próprio Edinaldo Pereira, ouvido pelo Ministério Público, afirmou que “estava precisando de uma empresa para prestar contas de uns convênios, e em razão do lapso temporal modificou o ramo da empresa”.

Outro tipo de falsificação foi identificado nos cheques emitidos pelas entidades envolvidas. Os cheques eram pagos a pessoas distintas daquelas que constavam nas prestações de contas dos convênios. De acordo com as investigações, Francisco de Fátima Santos e Zuleide Lima adulteravam os cheques emitidos com a substituição dos nomes dos destinatários.

Laura Caetano e José dos Santos Oliveira emprestavam seus nomes para serem colocados nos cheques, como se tivessem prestado o serviço descrito, e endossavam os documentos em favor de Edinaldo Pereira. Já Francisco de Fátima Lima, Artur Pereira, Gislane de Sousa e Jozivaldo Correia também emprestavam seus nomes e endossavam cheques em benefício de José Alves de Oliveira Neto.

Segundo a denúncia, “O esquema era comandado pelo contador Edinaldo que elaborava os projetos e angariava os recursos em desfavor das entidades, ao final realizavam as prestações de contas de forma fraudulenta, com empresas de fachada, pagamento em duplicidade por serviços não realizados e falsificação de cheques”.

De acordo com as investigações, o dano causado aos cofres públicos foi de R$ 129.240,00. Em valores corrigidos, o prejuízo chega a R$ 226.279,52. Entre os crimes constantes da Denúncia estão a falsificação de documentos público e particular, falsidade ideológica, peculato e organização criminosa.

Por se tratar de organização criminosa, o processo foi deslocado para a 1ª Vara Criminal de São Luís, que detém competência para julgar o feito.

Redação: Rodrigo Freitas (CCOM-MPMA)