fbpx
Blog Fuxico do Sertão - Notícias de Pastos Bons e Região

DIREITO DE RESPOSTA AGED-MA

Sobre a matéria pública no site sob o título “Péssima gestão de Fábiola Ewerton na AGED coloca em risco pré-candidatura de Carlos Brandão; presidente de sindicato gravou vídeo”, a Direção Geral da AGED vem apresentar os pontos de avanços na atual gestão.

1 – Ao contrário do que o texto afirma de que a atual administração da AGED é péssima e de que está na “idade da pedra”, a Agência destaca que a atual gestão, nos últimos três anos, aumentou em 57,14% o número de registros de estabelecimentos no Serviço de Inspeção Estadual (SIE), incluindo empreendimentos da agroindústria familiar. Isto representa que o alimento de origem animal produzido no Estado chega até a mesa do consumidor com qualidade e inocuidade.

2 – Outra conquista da atual gestão é o avanço dos empreendimentos maranhenses com o selo do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA). O Ministério da Agricultura concedeu a equivalência do Serviço de Inspeção Estadual do Maranhão ao Serviço de Inspeção Federal, por meio da Portaria nº 274 de dezembro de 2019. De lá para cá já são seis estabelecimentos que receberam o selo SISBI e outros dois aguardam receber o certificado, totalizando 8 empreendimentos aptos a comercializarem seus produtos em todo Brasil. Isto representa 4,2 empreendimentos por ano a receberem o SISBI.

3 – Outra conquista foi a implementação e regulamentação do Selo Arte, por meio da Portaria conjunta AGED/Sagrima nº 001/2021, que possibilita que produtos produzidos de modo artesanal que seguem os padrões higiênicos-sanitários e de boas práticas, ganhem os mercados nacional e formal. Um empreendimento de leite e queijo de cabra já iniciou os procedimentos para registro no Selo.

4 – Ainda são conquistas da atual gestão a reforma de vários escritórios da AGED, sendo uns com recursos próprios e outros através das parcerias com a Segov. Passaram por reformas os escritórios de Arari, São Bento, Brejo, Coelho Neto, Mirinzal, Buriticupu e Matinha. Reformas também nas Unidades Regionais de São Luís, Santa Inês, Bacabal, São João dos Patos, Pedreiras, Viana e Zé Doca.

5 – Ainda para beneficiar os produtores maranhenses, a AGED, por meio do seu corpo técnico, criou a Lei do Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial, Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (SUSAF), que possibilitará que os produtos da agricultura familiar registrados no SIM e que obtiver equivalência ao SIE possam ser comercializados em todo o Estado do Maranhão, facilitando a inclusão dos produtos de origem animal nos mercados institucionais.

6 – A construção do SIGAMA era uma meta planejada pela atual gestão para o gerenciamento dos dados agropecuários com tecnologia 100% estatal, sem mais depender de sistemas locados. Essa mudança permitirá inúmeros avanços com ofertas de serviços ao produtor rural, que brevemente, vai poder emitir documentos importantes, a exemplo da Guia de Trânsito Animal (GTA), dando maior agilidade e comodidade para o usuário/produtor. Desta forma, a AGED avança em suas ações, buscando oferecer qualidade e eficiência em seus serviços prestados aos maranhenses.

Categoria: Política