fbpx

Flávio Dino diz que poderá mudar de opinião em relação ao seu apoio a Brandão

O governador Flávio Dino (PSB), em entrevista concedida ao quadro Bastidores, da TV Mirante, nesta manhã, admitiu publicamente que poderá mudar de opinião em relação ao seu apoio pessoal ao vice-governador Carlos Brandão (PSDB), pré-candidato a reeleição.

Segundo o socialista, caso o seu grupo político, na reunião marcada para o dia 31 de janeiro, crave posição contrária à sua vontade pessoal, ele mudaria de posição, deixando claro que seguiria o que a maioria decidisse.

“Eu tenho muita confiança na união. E mudaria, claro, minha posição se a maioria a rejeitasse. Então, é uma mesa de partidos. Nós temos treze partidos que, hoje, integram o governo. Existem os prefeitos que nos apoiam, existe os deputados estaduais que nos apoiam. Existe a bancada federal. Esses são os núcleos decisórios principais. Eu apresentei uma opinião, vou aferir. A maioria dos partidos concorda ou discorda? A maioria dos prefeitos concorda ou discorda? A maioria dos deputados…então, se a maioria achar que minha posição está errada, é óbvio que eu seria o primeiro a revê-la”, afirmou.

Dino declarou apoio a Brandão no último dia 29, durante encontro no qual reuniu, no Palácio dos Leões, presidentes dos 13 partidos que apoiam sua gestão.

O tucano, no entanto, não atende aos principais critérios estabelecidos em uma Carta Compromisso, proposta no dia 05 de julho pelo próprio governador, que balizariam a escolha do candidato de consenso do campo governista.

Quem enquadra-se neste cenário é o senador Weverton Rocha, pré-candidato ao Governo pelo PDT e que lidera todas as pesquisas de intenção de voto divulgadas até o momento; além de reunir, em torno de si, maior quantidade de apoios políticos e partidários.

Abaixo, veja a fala do governador:

 

Via Blog Gláucio Ericeira

Deixe um comentário

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook