fbpx

Influencer é perseguida e morta a tiros ao sair de clube em Teresina

 

Dois homens que ocupavam uma moto mataram a tiros, neste domingo, 1, em Teresina a influencer Samya Silva. O crime aconteceu na Avenida João XXIII, bairro de São Cristóvão, zona leste da capital piauiense.

Segundo informações da polícia de Teresina, a blogueira foi perseguida pelos autores do crime depois de sair de um clube em companhia de duas amigas em um clube.

Atingida com ao menos seis tiros disparados pelos ocupantes da moto, a influencie morreu dentro do carro, na avenida. As amigas dela não chegaram a ser atingidas pelos atiradores, que se evadiram em seguida.

Samya tinha cerca de 50 mil seguidores no Instagram. Uma hora antes de ser morta,  ela publicou um story em sua conta no Insta.

A Polícia Civil, por meio do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), foi acionada e deve investigar o crime.

Relato de discussão – Horas antes de ser executada, “Samynha”, como era conhecida, havia relatado em suas redes uma discussão que teve com duas mulheres em uma festa, contando que uma delas tinha derramado cerveja em seu vestido. Conforme o relato, à margem da menina chegou logo depois é começou a discutir com ela.

Polêmicas – Em agosto passado, a influencer ganhou repercussão ao publicar em seu Instagram vários vídeos defendendo a legalização da maconha. Chegou a dizer aos milhares de seguidores que poderia “f1”(fumar um) sem ser vista como “maconheira safada”.

“Vou fumar um na praça, e vou ficar poder livre, porque não vou ser chamada de maconheira safada. Legalizou porra. Que ótimo gente. Agora eu vou poder fumar um na praça de boa e nenhuma velha vai poder me parar, e me chamar de maconheira safada”, disse, na época.

O Informante

Deixe um comentário

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook