fbpx

PM mata jovem dentro de casa em Governador Edison Lobão; policial é afastada das funções

Marcos Vinicius teria desobedecido uma ordem de parada e acabou sendo perseguido pelos policiais e morto ao entrar em casa. O jovem morreu nos braços da própria mãe que ainda teria implorado para que o filho não fosse morto.

Um jovem identificado como Marcos Vinicius, de 20 anos, foi morto dentro de casa por uma policial militar, identificada como Sabrina Silva, na tarde desse domingo (25), no município Governador Edison Lobão, a 661 km de São Luís, durante abordagem em uma ocorrência de perturbação do sossego.

Marcos Vinicius havia desobedecido à ordem de parada dos agentes que passavam pelo local. Durante a perseguição, ele foi atingindo por um disparo de arma de fogo.

Mesmo baleado, o jovem conseguiu chegar em casa. No entanto, a policial Sabrina Silva teria invadido o local e atirado nele, atingindo-o no pescoço.

O jovem morreu na frente de um irmão, de apenas cinco anos, e nos braços da própria mãe que ainda teria implorado para que filho não fosse morto.

Ainda segundo testemunhas, a polícia chegou a alegar que o jovem estaria armado e teria apontado uma arma para a guarnição.

Após a ocorrência, amigos e familiares foram protestar em frente ao batalhão da PM. “Um cara que tinha uma vida inteira pela frente morreu por incompetência e despreparo de outra pessoa que é uma agente pública de segurança”, afirmou Jonas Neves, morador da região.

Reações ao caso

O prefeito de Governador Edison lobão, Geraldo Braga, se manifestou nas redes sociais. Ele emitiu uma nota de repúdio a ação da Polícia Militar, onde condenou a violência excessiva por parte das forças de segurança e se solidarizou com a família do jovem Marcus Vinicius.

Ao tomar conhecimento do ocorrido, o Ministério Público do Maranhão (MP-MA) solicitou informações sobre as providências adotadas pela Polícia Civil para apuração dos fatos noticiados e suas circunstâncias, especialmente o depoimento dos policiais envolvidos, familiares da vítima e testemunhas oculares.

A Polícia Civil do Maranhão investiga o caso.

Centenas de motoqueiros tomaram às ruas de Governador Edison Lobão, na tarde desta segunda-feira, 26, em protesto contra a ação da Polícia Militar que resultou na morte do jovem Marcus Vinicius.

PM afastada

A policial militar Sabrina Silva, que seria influencer digital, lotada no 3º Batalhão da Polícia Militar, foi afastada das funções na corporação nesta segunda-feira (26). O Comando Geral da PM deverá abrir um Inquérito Policial Militar (IPM), que poderá resultar, ao fim das investigações, na expulsão da policial da corporação.

O coronel Magalhães, comandante da Polícia Militar do Maranhão (PMMA), responsável pelo policiamento do interior, disse que a viatura estava fazendo ronda na região, quando se deparou com um grupo de motociclistas em atividade suspeita. Durante a tentativa de abordagem, o grupo se dispersou e, logo em seguida, a guarnição efetuou um acompanhamento tático.

“Um dos motociclistas, em um segundo momento, encontrou novamente a guarnição e empreendeu fuga. Em determinado momento, numa rua, o motociclista fez a volta e veio de encontro à guarnição. A guarnição manobrou a viatura para continuar o acompanhamento, porém, nesse momento, o indivíduo adentrou uma viela, e a policial desembarcou da viatura e iniciou o acompanhamento a pé”, relatou.

O coronel explicou ainda que foi aberto um inquérito policial paralelo às investigações da Polícia Civil para devida apuração dos fatos. Ele pontuou que qualquer julgamento antes do fim do inquérito militar é leviano.

“A perícia esteve no local, fez todo o levantamento pericial para que a gente realmente tenha uma visão clara e precisa de tudo que aconteceu naquele local”, afirmou.

Com informações do DifusoraON

Deixe um comentário

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook