fbpx

Preso em MT maranhense acusado de embriagar e estuprar estudantes na saída da escola, em Anápolis

 

Os crimes aconteceram no ano de 2018, num espaço de 15 dias, e, em meio às buscas da polícia goiana, que resultaram na decretação de sua prisão pela justiça de Goiás, Charles fugiu para o Mato Grosso.

De acordo com relato da polícia de Anápolis, em 2018, em um intervalo de 15 dias, duas adolescentes, à época com 14 e 15 anos, que não se conheciam, foram abordadas logo após saírem da escola, por um homem em um carro cinza.

Após convencê-las a entrarem no veículo, ele embriagou e estuprou as adolescentes.

O modus operandi, idêntico nos dois casos, chamou a atenção da Polícia, que acabou identificando o caxiense Charles da Silva Brito como suspeito dos crimes.

Desde que os fatos foram denunciados à Polícia, Charles, que havia fugido de Anápolis, estava em local desconhecido.

Após a decretação de sua prisão preventiva, por meio de representação da DPCA/Anápolis, várias diligências foram realizadas, com o apoio da Polícia Civil de Caxias (MA), que ajudou na identificação do acusado, o que resultou na sua prisão, nessa sexta.

Charles foi localizado em Sinop, no Mato Grosso, onde foi preso pela Polícia Civil de MT, após compartilhamento de informações da polícia de Caxias (MA).

O maranhense acusado de estupro foi recolhido em Sinop, e deverá ser recambiado para o presídio de Anápolis, nos próximos dias, onde ficará a disposição do Poder Judiciário, para responder pelos dois crimes de estupro de vulnerável, cuja pena pode chegar a 15 anos de reclusão, por cada crime.

O informante

Deixe um comentário

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook