fbpx

Secretário de saúde do interior do Maranhão é preso durante blitz em Teresina


O secretário de saúde da cidade maranhense de Matões, Daniel Marques Cardoso, 42 anos, foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito por volta de 12h30 desse domingo (28), na Avenida Maranhão, nas proximidades da Ponte da Amizade, região do Centro de Teresina.

O GP1 obteve acesso, com exclusividade, ao Boletim de Ocorrência sobre o crime. Uma equipe da Polícia Militar do Piauí realizava uma blitz na Ponte da Amizade, quando abordou uma caminhonete Hilux de cor vermelha, conduzida por Daniel Cardoso. Durante a abordagem, o homem afirmou aos policiais que estava portando arma de fogo e apresentou a pistola Taurus calibre 9mm, 01 carregador, 06 munições calibre 9mm não deflagradas e mais 99 munições calibre 22 não deflagradas.

Em seguida, ele afirmou aos policiais que possui o registro de posse da referida arma de fogo e apresentou o documento virtual. Contudo, o documento não conferia a ele permissão para portar a pistola fora de seu domicílio. Dessa forma, Daniel Cardoso recebeu voz de prisão em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

O secretário de saúde da cidade de Matões foi conduzido à Central de Flagrantes de Teresina, onde a delegada Ana Patrícia Moura Rufino o autuou por crime de porte ilegal de arma, acessório ou munição de uso restrito.

Interrogatório

Durante o interrogatório de Daniel Cardoso, ele confirmou que é proprietário da arma e alegou que esqueceu o item dentro do carro. Depois, ao ser questionado pela autoridade policial sobre a motivação pela qual portava dezenas de munições calibre 22, ele alegou que aos fins de semana tem o hábito de praticar caça a passarinhos e que as munições pertenciam a ele e também a alguns amigos dele. Além disso, o secretário de saúde de Matões também alegou que adquiriu a arma porque costumeiramente viaja de Timon para Matões e que o trajeto entre as cidades é perigoso.

Providências

Daniel Marques Cardoso deve ser submetido a audiência de custódia, oportunidade que o magistrado decidirá se homologa a prisão em flagrante, bem como se converte a prisão em preventiva ou concederá liberdade ao homem.

 

GP1

Deixe um comentário

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook