fbpx

Três novos casos de estupro de crianças são registrados contra professor preso em Timon

A Polícia Civil em Timon informou que começaram a aparecer novas denúncias de estupro de crianças envolvendo o professor Milton Pereira. Ele é suspeito de abusar sexualmente de um menino de oito anos, que também é autista.

De acordo com o delegado Cláudio Mendes, somente nos últimos dois dias, três novos casos foram registrados na delegacia. Na segunda (8), foram apresentados casos que teriam como vítimas duas crianças, de 11 e 13 anos.

Já na manhã desta terça-feira (9), mais um caso envolvendo uma outra criança, também de 13 anos, foi apresentada. Agora, Milton Pereira é suspeito de ao menos quatro casos de estupro de vulnerável.

A Polícia Civil quer que pessoas continuem denunciem na delegacia outros casos de abuso sexual que possam ter acontecido por parte de Milton.

Professor está preso

O professo Milton Pereira Silva, de 48 anos, foi preso no último sábado (6), por suspeita de forçar uma masturbação em uma criança de oito anos, que também é autista. Ele foi preso na própria casa, confessou o crime, e disse que teria cometido o abuso porque ‘estava bêbado’.

Tudo aconteceu em uma residência onde a mãe da criança estava trabalhando como manicure. Em certo momento, a criança foi ao banheiro e, no local, o professor teria entrado e realizado o abuso.

O crime só foi descoberto porque havia sangue na bermuda da criança, que relatou aos pais o que aconteceu. Milton foi encaminhado a uma unidade prisional pelo crime.

Menino não consegue comer

Segundo a mãe do menino autista, ele está sem comer e beber por medo de ir ao banheiro. Nesta segunda (8), o menino realizou exames e recebeu atendimento psicológico devido à violência que sofreu.

“Ele está sem comer e com medo de beber água, porque não quer ir ao banheiro, porque está doendo. Ele está usando medicação, mas está muito complicado”, relatou a mãe.

Com informações do g1 MA

Deixe um comentário

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook