fbpx

Barbaridade: Homem é morto a tiros, decapitado e tem a cabeça levada pelos assassinos em Bequimão

O homem identificado como Dionyelton Sousa Rodrigues, conhecido como “Preto”, de 30 anos, foi morto a tiros e decapitado na cidade de Bequimão, a 82 km de São Luís, na tarde deste sábado (20). Em seguida, os assassinos fugiram levando a cabeça da vítima.

A guarnição da PM foi informada, por volta das 16h, sobre a ocorrência de um tiroteio em uma área de invasão, e que teriam matado Dionyelson.

No local, os policiais encontraram a vítima caída no chão, com algumas perfurações pelo corpo e sem a cabeça. Segundo populares, dois homens encapuzados cometeram o ato e se evadiram do local. Dionyelson usava uma tornozeleira eletrônica.

Os policiais realizaram incursões pela região onde ocorreu o crime, mas não conseguiu localizar os assassinos. Segundo a Policia Militar, a vítima em era envolvido com tráfico, roubos e facção. O crime tem características de acerto de contas ou de encomenda.

Acredita-se que os assassinos levaram a cabeça da vítima para apresentá-la como prova da execução para o mandante.

No local, foram encontradas duas cápsulas de munições, uma de 380 e uma de .45. A ambulância foi acionada e levou o corpo para o hospital para os procedimentos cabíveis.

Condenação por roubo

Dionyelton Sousa Rodrigues e Jefferson Ferreira Pereira,  no dia 09 de agosto de 2017, por volta das 21h, realizaram roubo a uma residência no povoado Santa Maria, em Peri Mirim. Portanto uma arma de fogo, tipo revólver calibre 38, eles roubaram quatro celulares, a quantia de R$ 120,00, uma câmara digital e um relógio.

A dupla foi condenada, como incursos nas penas do art. 157, § 2º, Incisos I e II e art.16, IV da lei n.º 10826/2003, à pena de 8 anos, quatro meses e 23 dias reclusão, a ser cumprida em regime inicialmente fechado.

Inconformados com a decisão, eles interpuseram Recurso de Apelação Criminal. A sentença foi reformada e a pena definitiva foi fixada em 5 anos e quatro meses de reclusão, em regime semiaberto.

Com informações de Vandoval Rodrigues

Deixe um comentário

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook