fbpx
Blog Fuxico do Sertão - Notícias de Pastos Bons e Região

Pedro Lucas quer audiência para tratar do potencial petrolífero no PA e MA

Foi aprovado nesta quarta-feira (29), na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CREDEN), na Câmara dos Deputados, o requerimento proposto pelo deputado federal Pedro Lucas Fernandes (PTB), para a realização de audiência pública conjunta nas comissões de Relações Exteriores e de Defesa Nacional e Comissão de Minas e Energia para debater o tema “Um novo “pré-sal” no arco norte do território brasileiro”. O requerimento também foi aprovado na Comissão de Minas e Energia, e foi apresentado pelo deputado federal, Mário Negro Monte Júnior (PP-BA).

O objetivo é discutir com especialistas e representantes de entidades petrolíferas, os entraves que impedem os avanços na exploração das bacias ao norte, com destaque para a bacia do Pará-Maranhão, que pode ter um potencial gigantesco na produção petrolífera.

Foram convidados para a audiência, o professor da Universidade Federal do Maranhão – UFMA e ex-diretor da Agência Nacional do Petróleo – ANP em São Luís, Allan Kardec Dualibe e os representantes do Ministério de Minas e Energia, Ministério do Meio Ambiente, Agência Nacional do Petróleo – ANP, Petrobras e TGS-NOPEC Geophysical Company.

Pedro Lucas destacou que existem estudos que comprovam o amplo potencial petrolífero na franja oceânica norte do território nacional. O parlamentar citou os exemplos de países vizinhos, situados na América do Sul, como a Guiana, Suriname e Guiana Francesa, que são exemplos de sucesso na exploração petrolífera. “Os estudos são animadores, e eles apontam que o Maranhão, Pará e Amapá, poderão ser beneficiados com grandes receitas de royalties e avanços no desenvolvimento industrial e de serviços, com geração de empregos principalmente na Bacia do Pará-Maranhão”, disse Pedro Lucas.

No entanto, apesar dos estudos, o país não tem avançado no processo de exploração da margem equatorial brasileira. De acordo com os especialistas e autores da nota técnica, nos últimos 13 anos, o Brasil acumulou muito conhecimento e dados sobre a Margem Equatorial. No entanto, o Brasil, durante este tempo, não perfurou um único poço exploratório, com o objetivo avançar e seguir o sistema petrolífero “vitorioso” de países, como os vizinhos da américa do sul. Do ponto de vista geológico, os especialistas defendem que os estudos indicam que o potencial petrolífero realizado nos países vizinhos se estende pelo litoral brasileiro, passando pelo Amapá, Pará e Maranhão, indo possivelmente até o Ceará.

Pedro Lucas, que é coordenador da bancada maranhense, tem atuado para avançar com essa pauta. “Queremos dialogar com essas entidades e especialistas para buscarmos mais informações sobre esse assunto. Se existem estudos que colocam o nosso estado em vantagem nesse cenário, vamos avançar para ajudar o Maranhão a crescer em todos os setores possíveis. Estamos falando de uma prospecção animadora que pode beneficiar o nosso estado”, finalizou o parlamentar.

Via Blog Jorge Aragão

Categoria: Brasil