fbpx
Blog Fuxico do Sertão - Notícias de Pastos Bons e Região

Péssima gestão de Fábiola Ewerton na AGED coloca em risco pré-candidatura de Carlos Brandão; presidente de sindicato gravou vídeo

A péssima administração de Fabíola Ewerton na presidência da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED), tem refletido diretamente e de forma negativa na pré-campanha de Carlos Brandão, que é médico veterinário e aliado da presidente.

O órgão tem sido alvo de diversas denúncias graves, entre elas o fechamento das Barreiras Zoofitossanitárias no Maranhão, abrindo precedente para uma grave ameaça à saúde pública, a segurança alimentar e também a economia, pela perda de arrecadação.

Das noves barreiras no estado, cinco foram fechadas no atual governo. Além disso, outro problema veio a tona.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Fiscalização Agropecuária do Maranhão (SINFA-MA), Diego Sampaio, uma falha no sistema da AGED, já dura um longo período e tem causando prejuízos milionários, levando servidores a preencher documentos a mão, o que foi classificado pelo sindicato como “AGED NA IDADE DA PEDRA”.

Em vídeo divulgado nesta segunda-feira (21), o presidente listou alguns dos problemas enfrentados por quem precisa usar o sistema, entre eles estão a impossibilidade do registro de vacinação de febre aftosa e brucelose no sistema de forma correta; problemas na emissão de Guias de Tráfego Animal (GTA); inviabilidade da geração de relatório de DARE, dentre outras reclamações.

As denúncias graves do sindicato estão sendo repercutidas em rádios e até mesmo no plenário da Assembleia Legislativa, entre alguns parlamentares.

O SINFA e o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Maranhão (CRMV), aguardam há meses uma posição do vice-governador Carlos Brandão sobre o fechamento das barreiras, porém sem sucesso. De acordo com informações, o presidente do sindicato tem buscado de todas as formas contato e apoio de Brandão na luta pela causa, mas nem respondido foi pelo vice-governador.

O impasse entre os sindicatos e a péssima administração da presidente Fabíola Ewerton, tem respigado em Carlos Brandão, que sempre atendeu às demandas da classe, tem mantido o silêncio e evitado diálogo com os sindicatos, uma briga que já reflete de forma negativa ao seu projeto politico.

Categoria: Política