fbpx
Blog Fuxico do Sertão - Notícias de Pastos Bons e Região

Policial militar do Pará é preso por suspeita de assassinar líder comunitário em Imperatriz

José Wanderley morto a tiros dentro de casa,
no bairro Sebastião Régis, em Imperatriz

O PM de iniciais D.R.S, da Polícia Militar do Pará, foi preso por suspeita de ter assassinado o líder comunitário José Wanderley, conhecido como WR, na cidade de Imperatriz, na madrugada do dia 18 deste mês.

Segundo informações da polícia, o policial militar foi preso na cidade de Rondon do Pará/PA, nesta quinta-feira (29). Ele é apontado como autor dos disparos de arma de fogo contra o presidente da Associação de Moradores do Bairro Sebastião Régis.

O PM, que estava em companhia de outros homens, chegou a disparar cerca de seis tiros contra o portão da residência da vítima, sendo que um deles atingiu WR, que terminou morrendo.

O policial deve ser recambiado ainda hoje para a cidade de Imperatriz, onde prestará depoimento na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A partir do depoimento do PM, a polícia espera chegar a outros supostos envolvidos no crime.

Há suspeitas de que o crime tenha sido praticado por encomenda.

O crime

O presidente da Associação de Moradores do bairro Sebastião Régis, em Imperatriz, José Wanderley Rodrigues Batista, de 53 anos, conhecido como WR, foi assassinato a tiros na madrugada do dia 18 deste mês, por volta das 4h. Ele foi executado dentro de sua casa, após uma suposta briga com sua esposa, identificada apenas como Rose.

De acordo com informações da Polícia Civil, antes do assassinato, Wanderley e a esposa tiveram uma discussão, e a polícia foi acionada duas vezes para ir até o local, por causa de violência doméstica.

Ainda segundo a polícia, as duas vezes que a viatura foi até a casa da vítima, a esposa declarou que nenhuma violência estava acontecendo e dispensou as viaturas.

Em áudio vazado em grupos de WhatsApp, a mulher relata que houve uma discussão entre o casal. Após a briga, ela conta que saiu de casa para amenizar o clima. Em seguida, segundo ela, homens armados chegaram num carro (que seria um Fiat Mobile) e dispararam várias vezes contra o portão da residência do casal. Um dos disparos atingiu o líder comunitário.

Via Blog Gilberto Lima

Categoria: Maranhão